A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Nao e bem uma feiticeira, mas quase

Ah, a sorte de ter os paizinhos de visita...

Ontem sai do trabalho (custa tanto o regresso ao fim de uns dias de estar desligada...) e quando cheguei a casa tinha o jantar feito, roupa passada a ferro e casa aspirada...

Para alem da companhia, ainda tenho direito a mimos e luxos destes! Nao e para qualquer um, nao senhor!

1 comentário:

jose carlos disse...

Tal como há dias referi por causa da roupa por passar a ferro "Um dos inconvenientes de estar longe da casa paterna", hoje o comentário é o oposto "Há conveniencia em estar junto dos progenitores"