A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Logo a noite

Vou levar os meus papis a jantar ao meu restaurante de sushi (nao tenho a certeza, mas acho que nunca experimentaram) e depois vamos passear ao "Red Light District"! Vou-lhes mostrar as montras...

Sera que e melhor regar bem o jantar com sake, ou levo-os la, assim mesmo, sem anestesia nem nada?!?!

2 comentários:

jose carlos disse...

Como em tudo na vida "É a minha filosofia", tudo o que é natural é mais verdadeiro. Assim não será preciso regar com sake. A naturalidade com que se vê, será a mesma com que aceita.

Pedro Sousa disse...

Como me disse um amigo meu, quando aí estive há uns anos, cuidado com as chinesas..... às vezs são chineses! ehhhe

divirtam-se!