A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Notam algo de errado nesta acelera?

Talvez esta perspectiva ajude...
Eu compreendo a busca incessante pelo conforto, mas isto parece-me um "cadito" ridículo.

2 comentários:

Andorinha disse...

Só mesmo nesta terra!

Tuxa disse...

Há que dar a mao a palmatória... todos os dias vejo qualquer coisa que me chama a atencao... malucos sim, aborrecidos, nao!