A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

É um marco

Que tem de ser assinalado.

4 anos depois de me ter mudado para Amesterdao, finalmente usei o meu cartao de saúde. Poupei 12 euros.

(ando a descontar 100 por mes para este seguro há séculos. É fazer as contas, já dizia o Guterres...)

3 comentários:

Anónimo disse...

Gostava de conhecer melhor como funciona o sistema de saúde na Holanda...pois aqui é tudo tão dificil e de qualidade nem sempre boa.Obrigado
Visitei este verão Amesterdão e adorei...então as livrarias são optimas com uma variedade imensa de livros e revistas (pena não saber nada de holandês).
Bom fim de semana
São

Dünya disse...

Eu não teria tt certeza...
Eles têm uma coisinha engraçada que chamam de "eigen risico kosten" e basicamente quer dizer que valores até 165 euros anuais (se não me engano) tens de ser tu a pagar (estás por tua conta, literalmente). Provavelmente vais ver estes 12 euritos numa conta no fim do ano...Apesar dos 100 euros que pagas todos os meses (só? o meu é mais caro...)
Sorry for the bad news...

Tuxa disse...

Sao,
É complicado explicar aqui... se quiseres mesmo saber, manda email que eu respondo... pode demorar, mas respondo!

Dunya,
Eu sei, mas deixa-me lá viver em denial até ao final do ano...