A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Eat, Pray, Love

Nao tinha lido o livro e nao conhecia a história.
Gostei bastante. Levezinho q.b., sem grandes pretenciosismos, mas com bons momentos.

2 comentários:

AEnima disse...

Ainda estava nos US quando a Oprah o escolheu para o seu bookclub... e convidou a escritora para entrevista e tanto elogio lhe fez que eu vi logo que dai ia sair qq coisa. Desde ai, foi tamanha a publicidade em jornais, tvs, etc que ja enjoava e ainda mexeu os cordelinhos para fazer o filme.

Ainda nao vi o filme nem li o livro. Chateia-me um bocadito a endocrinacao que a Oprah faz... e porque ela recomenda, e' o maior bestseller do ano. (Geralmente umas pirosadas sentimentais) E ela chama vem logo a comandita hollywoodesca atras com a Julia Roberts como actriz convidada e o Brad Pitt produtor etc etc. Agora convida-os a todos para mais um show para publicitar o filme... e e' um circulo... ela faz as estrelas e as estrelas fazem-na.

Chateia-me pronto. Ate e' gaja porreira e bem intencionada... mas sou por principio contra os poderes monopolistas instituidos.

Tuxa disse...

A vantagem de ser info excluida e que nao fazia ideia nenhuma de nada do que me contaste! Nem da Oprah, nem da publicidade, nem de coisa nenhuma!O filme ve-se bem...
Bjs