A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quarta-feira, 7 de março de 2007

Visitas

Realmente nao ha fome que nao de em fartura. Depois de ter o meia-laranja e os pais de visita e de na semana a seguir ter ido a terrinha... Vou ca ter no proximo fim de semana uma colega de Faculdade que ja nao vejo ha cinco anos... temos muito para por em dia e so 2 dias disponiveis.

Que pena em certos momentos nao poder por o mundo em slow motion...

2 comentários:

Fernanda disse...

Leva-a ao Red light e ao sushi.

Emiele disse...

Realmente há dias que é uma pena só terem as 24 horas. Mas deve ser para compensar daqueles que deviam ter só 3 ou 4 e acabar depressa...