A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


terça-feira, 27 de março de 2007

Cidade / Pessoas (I)

Adoro sair pela manha para vir para o trabalho e sentir o ar fresco e a calma que reina na cidade.

Tendo ja vivido algum tempo no centro de Lisboa, consigo verdadeiramente apreciar a diferenca no ritmo e pulsacao desta cidade...

Os carros de Lisboa sao substituidos por bicicletas, os autocarros aqui sao trams e a correria de Lisboa e substituida por um silencio e paz inacreditaveis.

3 comentários:

Pedro Sousa disse...

Também queeeeeero.

Escreves muito bem!

Tuxa disse...

Por acaso acredito que a maior parte das pessoas, se pudesse experimentar, tambem o quereria...
Obrigada!

PS: boa continuacao de historia... ja estou a espera de mais!

Emiele disse...

Essas cidades do norte (Amsterdão,Copenhague, etc) tem essa «dimensão humana» que maravilham qualquer um. São feitas a pensar nas pessoas, ou pelo manos assim parece.