A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quarta-feira, 14 de março de 2007

Okupas

Hoje quando sai de casa estava um aparato policial imenso aqui na rua. 4 ou 5 carrinhas, uns 20 policias e dezenas de pessoas na rua alinhadas... achei aquilo muito estranho e apelou ao meu lado mais voyeuristico. Confesso...

Tentei perceber o que se passava mas nao consegui perceber nada. Quando cheguei ao trabalho perguntei e foi ai que descobri a razao de tanta confusao. Parece que aqui na rua ha umas quantas casas abandonadas que, de vez, em quando, sao ocupadas. Logo, de vez em quando, a policia vem fazer umas rusgas, prender umas pessoas, e fechar novamente as casas. Parece que e uma tradicao sazonal, tal como a muda dos lencois ou a limpeza das pratas. Alguem ocupa, a policia descobre, tira-os de la... vem outros e a historia recomeca...

Que me lembre, nunca vi a policia ir a Av. de Berna expulsar os Okupas que por la andavam!! Mas se calhar sou eu que sou distraida...

2 comentários:

Anónimo disse...

Dizem as más linguas que andam ocupados a fazer outras coisas. Os parquimetros dão muito trabalho, sabias?

Picas disse...

Os nossos okupas pelo menos trabalham... Arrumam carros e riscas os cujos donos não têm trocos!!! È de valor...