A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quarta-feira, 20 de junho de 2007

Jantar

Ontem fui convidada para um jantar onde iriam estar varios portugueses que vivem ca... obviamente que fui!

O jantar comecou por ter a particularidade de comecar a horas portuguesas de Verao, ou seja, perto das 21.30h, hora em que metade da malta de ca ja se prepara para ir para a cama (pelo menos, nos dias de semana). E, na realidade, a mesa era composta por uma Francesa, um Espanhol, uma Eslovena e sete Portugueses.

Foi um jantar muito, muito engracado. Um dos Portugueses e de uma terrinha que eu conheco perfeitamente por ja la ter passado uns dias de ferias perto, outro era da mesma zona que eu e conhecemos pessoas em comum, outra trabalha numa area afim a minha. Claro que a frase mais repetida era "O mundo e mesmo pequenino...".

E e. E e bom que as vezes assim seja.

5 comentários:

Pedro Sousa disse...

"O mundo e mesmo pequenino..."

chiqui disse...

Pois e... o mundo tuga entao...nem se fala. quase minusculo.

Jantar tarde. Levou-me uns meses a habituar o MAD para jantar a horas decentes, de acordo com o ritmo biologico tuga. Mas jantares em casa do pai dele comecam as 6 da tarde... isso e hora de cerveja e petiscos. Do lanche.
LOL

Tuxa disse...

Chiqui,
Pois, seis da tarde e uma verdadeira tortura!!! E depois o que se come quando as 21.30h volta a dar a fome?!?

chiqui disse...

Ora ai e que esta!! La por essas 9/10 da noite comeca o ratito a dar sinal de vida... E vai de comer mais qualquer coisita... :)

wednesday disse...

Também gosto desse mundp pequenino. E é que é mesmo.