A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Noticia na TSF

"A inflação anual na Zona Euro ascendeu ao nível mais alto em mais de dez anos com uma taxa de 3,2 por cento em Janeiro. O Eurostat anunciou ainda que o desemprego se manteve estável na Zona Euro, ao fixar-se nos 7,2 por cento em Dezembro."

Ainda segundo os dados corrigidos do Eurostat publicados esta quinta-feira, a taxa de desemprego para a totalidade dos países da União Europeia é agora de 6,8 por cento, menos 0,1 pontos percentuais do que o registado em Novembro.

A Holanda é agora o país com a mais baixa taxa de desemprego na UE com 2,9 por cento, com a Eslováquia a ser o país que está no pólo oposto, com 10,8 por cento. Portugal é o terceiro país com maior taxa de desemprego (8,2 por cento), menos 0,4 pontos percentuais que a Espanha.

Ainda ha duvidas?!

Ver o artigo aqui

2 comentários:

Miguel Lomelino disse...

Também já escrevi sobre este assunto há umas semanas atrás. O nosso País só vai mudar quando as pessoas se capacitarem que têm de parar de se queixar e trabalhar a sério. Deixar o eterno desenrascanço. Só depois estarão em condições de responsabilizar os políticos e de correr com quem os suga até ao tutano.

Um abraço da Bélgica (Flamenga, pois claro)

João Morgado disse...

Portugal não é exemplo...
Assim que puder... OUT!

(Os três meses em Rotterdam não deixaram margem para dúvida)

;)