A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Em Roma, se Romano

Local: Maastricht
Objectivo: Chegar a estacao de comboios para voltar para Amesterdao.

(Como a estacao ainda ficava um bocado longe e o meia-laranja tinha bina, e a imaginacao e o chico-espertismo nao tem limites...)

Cenario:
Meia-laranja a conduzir a bina dele (ate aqui, tudo normal)...

A dar boleia a Tuxa, que segue sentada a la amazona na parte de tras (ja um pouco mais desafiante)...

Que por sua vez leva um trolei enorme de viagem, a pega do trolei vai na mao, mas a mala em si segue com as rodas no chao arrastada pela bina (ja claramente a por a prova a destreza dos intervenientes)

No centro da cidade, por semaforos e rotundas, com saidas da bina com esta ainda em movimento e com a Tuxa a rir-se que nem uma perdida com a perspectiva de um acidente envolvendo o passeio, carros estacionados, turistas incautos e outros intervenientes acidentais... nada aconteceu, excepto pormos as pessoas por quem passamos a olhar para nos.

PS: A mala chegou intacta a estacao, tal como a dona! O meia-laranja deve ter perdido 3 kgs no caminho por causa do peso na ina mas nao se queixou...

3 comentários:

Mafalda disse...

muito bom!! A imaginação não tem mesmo limites! assim como a necessidade! adorei a descrição! *

chiqui disse...

LINDO!!

fartei-me de rir, com a minha visualizacao mental da cena!! ganda meia-laranja! ganda tuxa!
;))

Tuxa disse...

Mafalda,
Por acaso foi mesmo caricato!

Chiqui,
Entao a mensagem passou! lol