A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

6 de Novembro





Aqui estao algumas fotos da minha casa para os proximos 3 anos... ainda sem personalidade ou alma... quando tiver fotos com ela ja composta, tambem as partilho...
Estes primeiros dias foram muito atribulados, entre mudancas (sem chuva! O S. Pedro ajudou), idas ao Consulado, ao Banco, as Financas e SSocial, SEF local, Camara Municipal e outras tropelias burocraticas (compreendo melhor agora as filas a porta do SEF na Ant. Augusto de Aguiar...), tem havido pouco tempo para absorver verdadeiramente a cidade... ainda nao cai em mim que ja ca estou!
A minha mae veio comigo e temos andado numa correria... mas temo-nos tambem divertido imenso. Ha muito tempo que nao passavamos tanto tempo seguido so as duas, e soube muito bem!
No sabado fui mostrar a minha mae o mercado de rua do Jordaan, que tem imensa coisa, desde peixe e carne fresca a roupa e flores. Ela gostou imenso, queria levar imensa coisa para casa e para o meu pai experimentar, mas ja estava a ficar limitada em termos de transporte de bagagem. Para a proxima vem com a mala vazia para poder levar mais coisas... tipico dela...

Almocamos numa pizzaria por ali (a minha mae descobriu que os Holandeses nao tem as cozinhas abertas ao almoco e que por isso comida quente so ao jantar) e depois fomos para casa preparar a mala de viagem.

Depois de a levar ao aeroporto e que comecou a parte pior... a solidao. Sabado a noite foi dificil, so me apetecia usar freneticamente o telefone, mas nao posso faze-lo senao nao ganho para o telemovel...

Para nao me deprimir mais, decidi logo no domingo de manha ir ao ginasio. Inscrevi-me e fiz a minha primeira aula (pump fit) que e uma aula de pesos com musica. Faz-se melhor do que na sala de maquinas, para a qual nao tenho muita paciencia. Tem piada seguires uma aula em que nao se percebe nada das instrucoes que sao dadas... anda-se sempre um passo atras dos outros.

Depois do ginasio fui para casa, e dei um salto fui para o cafe a frente de casa ler o Holland Handbook (um livro enorme com informacoes uteis sobre a Holanda). As seis e tal voltei para casa, estive a tentar ver tv (e perceber alguma coisa - e para esquecer) e depois de jantar fui ver o documentario do Al Gore no cinema da minha rua... isto de se estar no centro da cidade com uma outra mini cidade na rua e fantastico. Gostei muito do filme e recomendo a toda a gente; nao me contou novidade nenhuma, mas quando se e bombardeado durante 2 horas com aquele tipo de informacao, nao ha como manter a arrogancia de que nao se passa nada... e pronto, cheguei a casa perto das 23.45 e fui-me deitar.

6 comentários:

Fernanda disse...

Como adorei essa semana contigo. E tens razão, há muito tempo que não estavamos juntas tanto tempo. Desde o Algarve, lembras-te? Que grande piela apanhei naquele restaurante. Mas valeu a pena.
Beijos

AEnima disse...

espectaculo de casa, gaja!!!

Das-me abrigo se for ai? :)

Tuxa disse...

E porque nao?! E algo a pensar...

Rui P disse...

Olá,
Peço desde já desculpa por estar chatear.
Estou a planear uma estadia em Amesterdão de 3 a 6 meses e ando a tentar documentar-me :) Se me pudesse transmitir algum feedback relativo a custo de vida (rendas praticadas,refeições,transportes, etc)bem como outras informações que considere pertinentes agradecia.
Parabens pelo blog

Tuxa disse...

Rui P.
Tenho todo o gosto em ajudar (nem querendo, este blog tem sido uma janela para esse tipo de pedidos; ja nao e a primeira pessoa que me contacta a esse proposito). Mande email para martasgcalado@gmai.com e eu envio toda a informacao que precisar.
Obg

JoanaM disse...

Bem, acho que cheguei ao fim (início) do teu blog! Muito fixe! Algumas gargalhadas e curiosidades satisfeitas, e muitas outras por satisfazer!
Onde é o mercado em Jordaan? Adoro mercados e ainda não fui a esse bairro passear. Talvez não amanhã, mas no próximo fds.
Percebi rapidamente que o frio pode ser um problema a complicar a adaptação, mas já comprei um casaco com pêlo por dentro, botas quentes, collants grossas e o resto vai com o tempo... Mas suponho que o tempo por estas alturas seja sempre a melhorar e que o Inverno se vá esvaindo da memória. Ainda é um mistério andar de bicicleta com este frio e à chuva, mas dizem que se habitua. A ver!
Bjs
JM