A vida em Amesterdao



Nao o retalho da vida de um medico, mas o retalho da vida de uma portuguesa na terra dos diques, bicicletas, tulipas, moinhos, queijo... e sim, das drogas e do Red Light District tambem.


quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Serenata

Esqueci-me completamente de contar, vai atrasado, mas vai!

No sabado passado, cedissimo (antes das 9h), andava eu na rua com a lagartixa quando vejo um grande "ajuntamento" no meio da estrada e ouco musica a tocar... aproximei-me cautelosa (ate porque a lagartixa e temperamental no que toca a travar) para tentar passar quando me apercebo da verdadeira razao da confusao.

Pois muito bem, estava um rapaz de fato em pe num daqueles carros com grua/gaiola incorporada (para subir aos postes electricos) a cantar! E a volta dele, um grupo de amigos a tocar instrumentos musicais!

Estava a assistir, in loco, a uma serenata!

Fui a procura da janela visada e la estava, uma rapariga loira e corada que nem um tomate maduro, com um sorriso de orelha a orelha, meia escondida nos cortinados (quase transparentes)!!

Nao sei se era uma surpresa de aniversario, um pedido de casamento, um pedido de desculpas ou so porque lhe apeteceu, mas foi muito engracado! Nao fiquei muito tempo porque me senti uma intrusa num filme que nao me dizia respeito, mas fiquei muito mais feliz todo o dia!

A felicidade, se nao e contagiosa, devia ser!

5 comentários:

Mafalda disse...

completamente! hoje é um daqueles dias em que preciso de um bocadinho dela, dessa felicidade alheia. *

chiqui disse...

hummm... soa-me bem romantico!!

bonifaceo disse...

Eh eh, foi bem.

wednesday disse...

Que bonito!:)

Já estou a imaginar um monte de cadeiras e afins a chegar até aqui à minha janela. Nesse caso iria ser uma serenta equilibrista, porque moro no 9º andar.

Realmente há coisas, como esta, que são capazes de nos alegrar e com as quais não temos nada a ver!

Rubina disse...

E eu fiquei feliz quando li este texto. Um serenata. Que lindo :)